Cuidados com as palavras, elas podem distanciar um objetivo



  

As palavras utilizadas e o estado de espírito demonstram os momentos. Estes podem ser bons ou ruins, dependendo da atitude e do que se foi dito. Podemos ilustrar este registro por imagens, ou melhor, observando as imagens.

Ao caminhar pela rua observando, de longe, as pessoas, conseguimos distinguir se estão nervosas, com pressa, raiva, alegres, gentis e tantos outros estados emocionais. O comportamento de um casal demonstra se estão brigados ou não. E as crianças, então? São facilmente entendidas somente pelo olhar.





Conforme a atitude e as palavras ditas conseguimos, ou não, alcançar um objetivo. Além, obviamente, de planeja-lo. Mas o reverso desta ordem pode não ser satisfatório. Afinal, de que adianta organização e objetividade num planejamento de uma conquista sem atitude e palavras certas nos momentos certos? Não se trata de sorte, mas da capacidade de perceber e aproveitar uma oportunidade.

Por Patricia Gujev



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *