Gaveta da Saudade, onde guardei a tua lembrança



Gaveta da Saudade…

No armário da minha vida
Guardei a tua lembrança numa gaveta
Hoje abri, estavas lá…
lá estavas, quietinho
sorrindo o teu sorriso puro
tinhas no olhar
O mesmo desejo de amor e paz



Tua imagem nítida
e teus olhos ternos cheios de luz
senti que não queria te esquecer
então resolvi aprisionar-te
onde só eu abrisse

A fim de quando quisera
Recordar todos os sonhos
que um dia tive
no armário

E assim guardei tua lembrança
numa gaveta
na gaveta da saudade
Hoje abri
e estavas lá…



(Cristiane Souza Gomes)

Compartilhar:


2 comentários em “Gaveta da Saudade, onde guardei a tua lembrança

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *